DHL Express Portugal > Novidades sobre envios internacionais > Marketing > Como construir uma newsletter que vende

 

Como construir uma newsletter que vende

Newsletter

Já apresentamos as razões pelas quais uma empresa deve ter uma newsletter. Mais do que um meio de comunicação que consegue controlar para estar sempre junto dos seus clientes, é uma excelente forma de conseguir vender os seus serviços e produtos.

Mas, para isto acontecer, a sua newsletter tem de se destacar das várias que todos recebemos na caixa de e-mail. Continue a ler este artigo porque vamos dar-lhe dicas muito úteis para construir uma newsletter vendedora. 

 Cative a atenção

O seu maior inimigo, numa primeira fase, é a relevância do conteúdo. Ainda antes de o enviar, pense no que seria interessante para o seu cliente. Que palavras-chave o fariam abrir o email? Qual o tom que quer usar para conversar com ele? Seja criativo, seja simples e, acima de tudo, faça-o sentir que tem uma oportunidade única à espera dele. 

 Seja concreto na oferta

Quando recebemos publicidade e conteúdo de muitas marcas ao mesmo tempo, não gostamos de perder tempo a tentar perceber o que nos estão a oferecer. Assim, vá direto ao assunto, explique exatamente a sua oferta e porque é importante adquirir determinado produto/serviço. Não deixe espaço para confusões ou arrisca-se a perder o cliente a meio do caminho.

Tenha apelos à ação claros e diretos

Um apelo à ação (Call to Action) é uma imagem ou um texto que leva os seus leitores a tomarem uma ação (por exemplo, um botão com a frase “Compre já”). Um bom CTA mostra o caminho que quer que o seu cliente siga. 

Analise os dados

Depois de enviar uma newsletter vai ter acesso aos resultados da mesma. Não apenas as vendas e os contactos que está a gerar através da newsletter, como também o tráfego que leva para o website, a taxa de cancelamento (pessoas que anularam a subscrição da newsletter), a taxa de abertura de emails, etc.

Esta análise vai dar-lhe os dados necessários para tomar decisões importantes sobre as newsletters seguintes, como, por exemplo:

  • Melhor hora ou dia da semana para enviar a newsletter
  • Extensão que a newsletter deve ter 
  • Tipo de conteúdo mais valorizado

E, agora que lhe demos estas dicas preciosas, pode subscrever a nossa newsletter AQUI para não perder nenhuma das nossas novidades.

blank