DHL Express Portugal > Novidades sobre envios internacionais > Responsabilidade Social > Furacão Dorian: Ajuda para quem mais precisa

 

Furacão Dorian: Ajuda para quem mais precisa

imagem do rasto de destruição deixado pelo Furacão Dorian num porto de pequenas embarcações

O furacão Dorian, de categoria cinco (a mais elevada) atingiu o território das Bahamas no dia 1 de setembro.

Os ventos fortes e as inundações deixaram milhares de habitações danificadas ou mesmo destruídas, hospitais fora de serviço e impossibilitou aos residentes a saída das suas habitações. Desde então a intensidade do furacão diminui para categoria dois.

A equipa de Resposta a Desastres do Grupo Deutsche Post DHL (DRT) chegou ao Aeroporto de Nassau, nas Bahamas, quatro dias depois. Foram destacados cinco voluntários para fornecerem ajuda logística às organizações humanitárias em operação no local, nomeadamente a Cruz Vermelha e o Programa Mundial de Alimentação (WFP).

Algumas horas após a chegada da equipa, chegou o primeiro avião com bens de socorro. Os voluntários ajudaram a desembarcar cerca de 34 toneladas de bens enviados pela Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. A DHL encarregou-se de fazer o transporte para um armazém da WFP para posteriormente serem distribuídos pelas vítimas em Freeport, Nassau e nas ilhas Ábaco.

A DHL manteve o contacto próximo com Gilberto Castro, Country Manage nas Bahamas, que assegurou a segurança e bem-estar dos seus colaboradores, no entanto alguns viram as suas casas a serem afetadas pelo furacão Dorian. Foi aqui que o programa “We Help Each Other” (WHEO) entrou em ação.

Programa “We Help Each Other”?

O programa foi criado com o intuito de recolher donativos feitos por colaboradores do Grupo Deutsche Post DHL para outros colaboradores que necessitem de assistência monetária rápida, direta, caso se encontrem expostos a catástrofes naturais.

Desde o seu início em 2010, já foram ajudados 1500 colaboradores e as suas famílias em mais de 20 países.

O estrago causado pelo furacão Dorian é grave, danificando infraestruturas e comunicações. A distribuição de eletricidade foi posta em causa e as estradas bloqueadas. A situação torna a logística local bastante trabalhosa, pois alguns aeroportos continuam fechados devido a inundações e detritos espalhados pelas pistas.

Como a empresa logística mais internacional, a DHL tem a missão de tornar o transporte de mercadorias mais sustentável. Para tal, desenvolveu a Missão 2050: Zero Emissões. 

blank